Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TERAPIA DAS PALAVRAS...

Viver é aceitar que cada minuto é um milagre que não poderá ser repetido..!

TERAPIA DAS PALAVRAS...

Viver é aceitar que cada minuto é um milagre que não poderá ser repetido..!

Falta-me qualquer coisa!!

Calimero, 30.03.20

Falta-me qualquer coisa que nao sei..

Talvez uma vaga..uma manhã..um sol a aquecer-me o olhar!

Falta-me uma arvore, onde possa descobrir as raizes dos dias,

Posso dizer que ja vi muita coisa,...e que muita coisa foi demais para a minha vista

Já vi em cada recanto do mar ...uma doçura e um fastio  de algas azuis

Já sei que em toda a parte os poetas se sentam nas palavras...e depois calam-se

Contemplam o razar da luz pela tarde

Esquecendo-se do que está por detrás das janelas

Mas tanbém quem quer saber o que está por detrás das janelas?

Quem se importa com as cortinas de chita que tapam a luz que sai das casas?

Quando um dia....o poente acordar na cama serena do mar 

Então já nao será poente...será um outro tempo..a acenar..

E o poeta terá toda a vida ....para entardecer!..

 

Do Poeta (FolhasdeLuar)

As Sombras não caem das arvores

Casimiro Mestre 

 

OIPTBVYU6ZB.jpg

 

 

 

Reflexão!

Calimero, 27.03.20

A vida me ensinou...
A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.

Charles Chaplin

 

OIP6FC9RS3X.jpg

 

Há palavras que nos beijam...

Calimero, 21.03.20

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto;
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.
De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.
O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído
No papel abandonado
Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.
O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído
No papel abandonado
Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.
 
Alexandre O'neill