Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TERAPIA DAS PALAVRAS...

Viver é aceitar que cada minuto é um milagre que não poderá ser repetido..!

TERAPIA DAS PALAVRAS...

Viver é aceitar que cada minuto é um milagre que não poderá ser repetido..!

Sentimentos que me ficam...

Calimero, 27.09.12

 

"A incerteza cai com a tarde
no limite da praia. Um pássaro
apanhou-a, como se fosse
um peixe, e sobrevoa as dunas
levando-a no bico. O
seu desenho é nítido, sem
as sombras da dúvida ou
as manchas indecisas da
angústia. Termina com a
interrogação, os traços do fim,
o recorte branco das ondas
na maré baixa. Subo a estrofe
até apanhar esse pássaro
com o verso, prendo-o à frase,
para que as suas asas deixem
de bater e o bico se abra. Então,
a incerteza cai-me na página, e
arrasta-se pelo poema, até
me escorrer pelos dedos para
dentro da própria alma.

 
*Nuno Judice*
 

O Sorriso

Calimero, 21.09.12
"Creio que foi o sorriso,o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz lá dentro,apetecia entrar nele,
tirar a roupa, ficar nu dentro daquele sorriso.
...
Correr, navegar, morrer naquele sorriso."


EUGÉNIO DE ANDRADE
 
 

Pensamentos Perdidos..!!!

Calimero, 21.09.12

Abro as janelas de meus pensamentos
E deixo-me levar pela brisa que me toca
Brisa vestida de perfume
...

Doce perfume que vem de ti.
Segredos perfumados
Que revelam nossas emoções,
Desejos e medos.
Fecho meus olhos e sinto-te ...
Deixo o tempo me chamar
Abro os olhos,
E sorrio.
Sorriso de quem te vive
De quem te ama.
De quem te encontra
Em cada pensamento perdido ...

(Bruno de Paula)
 
 

 

Para o meu filho...

Calimero, 20.09.12

Os teus gestos, filho, abrandam-me.

Obrigado por cada palavra que dizes.

Agradeço mesmo as palavras que não ouço, mesmo as que dizes em línguas que não conheço. E os teus gestos, o vagar que a tua idade traz à minha.

Obrigado por cada ponto do teu silêncio.

Agradeço cada instante em que páras e imaginas tudo o que não conheces, agradeço cada instante em que páras e recordas tudo o que nunca vi."
.José Luís Peixoto.

Momentos Unicos...

Calimero, 19.09.12

(...)

 

Você é o mais perto do céu
Que eu posso chegar
e não quero voltar
Para casa agora...

O único gosto que sinto
É o deste momento
E tudo que tenho para respirar
É seu amor.
(...)

 

 

Há momentos tão unicos que valem por uma vida inteira...

 

Vou guardar o teu abraço no infinito...

 

 

Es , foste e vais ser sempre igual ti proprio,,,

 

Fazes parte de mim...

 

18-09-2012

 

Plano

Calimero, 14.09.12

 


Trabalho o poema sobre uma hipótese: o amor
que se despeja no copo da vida, até meio, como se
o pudéssemos beber de um trago. No fundo,
como o vinho turvo, deixa um gosto amargo na
boca. Pergunto onde está a transparência do
vidro, a pureza do líquido inicial, a energia
de quem procura esvaziar a garrafa; e a resposta
são estes cacos, que nos cortam as mãos, a mesa
da alma suja de restos, palavras espalhadas
num cansaço de sentidos. Volto, então, à primeira
hipótese. O amor. Mas sem o gastar de uma vez,
esperando que o tempo encha o copo até cima,
para que o possa erguer à luz do teu corpo
e veja, através dele, o teu rosto inteiro.


[Nuno Júdice]
 

Encerrando ciclos..

Calimero, 14.09.12

Tudo passa. Nada permanece inalterado. Nada permanece o tempo todo, do mesmo modo, no mesmo lugar. Inclusive aquilo que gostaríamos que não passasse nunca. Aprendi, embora tantas vezes esqueça e as circunstâncias me convidem a relembrar, que a ordem natural das coisas é a fluência, o movimento. O fechamento de um ciclo e a inauguração de outro...

 

Perfeito...

Calimero, 13.09.12

Perfeito é o gesto da tua mão, quando afaga e sossega a minha inquietude.

Perfeito é o beijo que te rasga e me engasga e a boca molhada, cansada…

Perfeito é o nó no meu peito, desfeito…

Perfeito é o bater manso e assustado do coração apertado.

Perfeito é o nó das nossas mãos, quando o nada te arranca de ti e me devolve e envolve na perfeição do imperfeito, que se ajusta na perfeição que és tu. ...

Perfeita é a face rosada, iluminada, tão bela.

Perfeita é a dança dos corpos dormentes, envolventes.

Perfeita é a sombra dos teus lábios colados nos meus, entreabertos, inteiros…

 Perfeita é a hora do encontro, nas sombras desfeitas dos laços apertados.

Perfeita é esta dor que me abrasa e estraçalha e te deixa cansada, suada.

Perfeita é a lua nos teus cabelos e a estrela no teu olhar…

Perfeita é a eternidade para sempre nossa, no gosto tão doce que te pinga, de mel, a voz...

 

*Magnólia*

 

Sou criança..sim..

Calimero, 12.09.12

 

 

 

Sim!! Eu sou criança mesmo. Ainda brinco, ainda corro, ainda choro, ainda tenho medo do escuro. Ainda assisto os desenhos da Disney e sou apaixonada por contos de fadas. O que me torna diferente dos pequenos é que hoje desacredito do príncipe encantado. Ele só existe nos contos. E perdi o medo dos monstros, pois eles vivem dentro das pessoas. Não embaixo da minha cama.

- Fabiana Menini

Pág. 1/2